Malamute do Alasca

O Malamute do Alasca é uma das mais antigas raças de cães de trenó do Ártico. Seu nome vem dos Mahlemuts, uma tribo inuit que se estabeleceu no noroeste do Alasca muito antes de fazer parte dos Estados Unidos.

Esta raça é por vezes confundida com o Husky Siberiano devido ao seu tipo e cor similar, no entanto o Malamute do Alasca é muito maior e tem uma construção mais poderosa, uma disposição mais extrovertida, uma pelagem dupla mais densa e mais áspera, entre outras diferenças raciais.

O Malamute do Alasca foi reconhecido pelo American Kennel Club como membro do Grupo de Trabalho em 1935.

Malamutes são mais conhecidos pela sua:

  • inteligência
  • atenção
  • afeição
  • curiosidade
  • ludicidade
  • força
  • resistência.

Eles são extremamente populares entre as pessoas que gostam de atividades de inverno ao ar livre, como trenó, skijoring, mochila e puxar peso.

São companheiros maravilhosos e tendem a se relacionar com todos os membros da família e amigos, em vez de serem um “cão de uma pessoa só”.

Eles não são particularmente bons cães de guarda ou de guarda porque como mencionamos acima, acabam por ser demasiado amigáveis e confiar em qualquer pessoa.

Tudo Sobre o Malamute do Alasca

História

O Malamute do Alasca é um cão já bastante antigo, supõe-se que seja da familia dos Spitz de á 2000 a 3000 anos atrás.

A sua origem não é certa mas a versão mais valida é que tenham aparecido junto dos Mahlemuts, um povo que vivia na zona do Alasca e daí o nome da raça ter derivado deles.

Os cães serviam para ajudar os Mahlemuts com a vida no dia a dia, principalmente com o transporte de cargas, sendo que este cão não é muito rapido mas consegue suportar muito peso devido ao seu corpo. Este era visto mais como um membro da familia do que um animal de estimação pelos seus donos.

Com a Gold Rush no Alasca no inicio do século XX, este cão ganhou ainda mais popularidade tanto pela sua aparência, como pela sua utlidade, o qual utilizavam para transporte de carga e para se entreterem com corridas de cães a carregar pesos.

A raça acabou por sofrer muitos cruzamentos com cães da zona e pelos cães dos mineiros, acreditando-se que com o objetivo de obter um cão mais rapido e quase desapareceram mas em 1920 um entusiaste pegou num grupo deles e desenvolveu bastantes conseguindo dar continuidade á especie.

Foram mais tarde também utilizados na Segunda Guerra Mundial como transporte e resgate essencialmente e desde aí estableceram-se como uma raça reconhecivel por toda a gente e presente na casa de muitas pessoas.

Malamute do Alasca adestramento

Temperamento

O Malamute do Alasca brincalhão mas também imponente e territorial. É um cão que exige algum tempo para passear ou ter um bom sitio para correr para evitar que ele fique inquieto e desobediente.

Embora eles levem seus trabalhos puxando trenós ou procurando seres humanos perdidos muito a sério, eles adoram correr, brincar e brincar e ter uma reserva de energia sem fim.

Podem também gostar de cavar e a maioria gosta de uivar também.

Veja também mais raças de cães de grande porte:

Adestramento Malamute do Alaska

Embora eles instintivamente gostem de trabalhar, Malamutes do Alasca são difíceis de adestrar em casa.

Sendo eles cães independentes e obstinados, é preciso uma mão consistente quando se trabalha com esta raça. Eles gostam de estar no comando, então no momento em que eles vêem uma abertura para manipular uma situação, os Malamutes vão aproveitá-la.

O seu alto nível de resistência fez deles a escolha ideal para corridas de trenó e expedições ao norte.

Eles também são usados ​​em missões de busca e salvamento em todo o norte, incluindo missões de avalanche.

Malamute do Alasca temperamento

Saúde e Cuidados a Ter

O Malamute do Alasca exige algum trabalho quando ao seu pelo, sendo bom que seja escovado ocasionalmente e mais quando esta na época da muda do pêlo.

É um cão que não suporta muito calor como é de se esperar, já que tem uma dupla camada de pêlo, por isso é bom que você viva num sitio mais fresco e no Verão que o deixe mais dentro de casa ou num lugar abrigado do calor.

Esta raça requer muita atividade para se manter feliz. Malamutes que não se exercitam o suficiente deixam seu dono saber latindo, uivando ou se tornando destrutivo.

Caso não seja uma pessoa com tempo suficiente para o ir passear ou que possua um grande pátio onde ele possa correr à vontade então não recomendamos que tenha um cachorro destes.

Em termos de saúde, alguns dos problemas mais comuns em cachorros desta ração são:

  • Anemia hemolítica autoimune
  • Inchaço;
  • Câncer;
  • Condrodisplasia;
  • Diabetes;
  • Epilepsia;
  • Problemas oculares;
  • Displasia coxofemoral;
  • Hipotireoidismo;
  • Problemas de pele;

E então, já ficou a saber mais sobre o Malamute do Alasca, o seu temperamento, história, saúde, cuidados a ter, etc…?

Deixe em baixo nos comentários qualquer dúvida ou sugestão com que tenha ficado após a leitura do artigo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *