Epilepsia Canina [ Tem Cura?, Tratamento, Etc…. ]

O cachorro sofre de epilepsia canina? Ou você esta a desconfiar que sofram devido a terem apresentado convulsões?

Neste artigo vamos tentar falar sobre tudo o que há para falar acerca deste assunto e assim torna-lo um dono mais esclarecido sobre este assunto.

Mas antes de tudo, você sabe o que é epilepsia? Vamos ver o que realmente é esta doença antes de continuarmos com o resto.

Epilesia Canina

O Que é?

A epilepsia canina é igual à humana (quer seja ela canina ou felina) em termos neurológicos.

Traduzindo em palavras simples, tente imaginar o seu cérebro a trabalhar demasiado depressa e sobreaquecer com tanta atividade e reações neurológicas. É isso que acontece num ataque epilético.

A epilepsia pode ser classifica em várias categorias, tais como:

  • Epilepsia Primária: Não é encontrada uma razão para a existência da epilepsia no seu animal, sendo que o mais provável é que seja hereditário.
  • Epilepsia Secundária: Aqui a epilepsia surge devido a algum problema de saúde, podendo ele ser intracraniano (dentro da cabeça), como um tumor, meningite, parasitoses, etc… ou extracraniano (fora da cabeça) como uma doença renal.

Para se descobrir qual é a sua origem e assim saber também qual a melhor forma de tratar e combater esta doença, é importante que leve o seu gato ou cão ao veterinário para um diagnóstico e exames apropriados.

epilepsia canina

Como Sei se o Meu Animal Está a Ter uma Convulsão?

Normalmente, numa crise de convulsões, as quais muitas vezes acontecem em sequência e não apenas uma, o cão começa a movimentar de forma estranha alguma parte do corpo ou várias simultaneamente.

Ele pode também apresentar outros sintomas tais como: defecação espontânea, híper salivação ou micção.

Em casos mais extremos o seu cão ou gato pode mesmo ficar sem consciência.

O Que Devo Fazer Durante as Convulsões?

O mais importante é que não se aproxime do seu cachorro nem tente nada.

Como já dissemos, a epilepsia é como o seu cão tivesse de repente uma crise e ficasse super reativo, sendo que qualquer coisa pode desencadear ainda mais reações e fazer com que a convulsão de prolongue.

Veja se não tem risco de ele se magoar onde ele está, afaste cadeiras e coloque almofadas e cobertores em volta de sítios que o podem magoar.

cachorro com convulsões

Importante

Não se aproxime da boca do seu cão ou gato porque eles podem mordê-lo e não conseguir simplesmente largar por não controlar o seu corpo.

Tem Cura? Tratamento Para Epilepsia Canina

O método irá ser decidido pelo veterinário, dependendo do diagnóstico feito.

Provavelmente irá passar pela prescrição de medicamentos.

Os mais comuns são:

Fenobarbital, o qual tem como função diminuir a sensibilidade do seu animal e assim fazer com que ele não tenha convulsões mesmo tendo aumentos de atividade cerebral.

Aqui o seu animal deverá se sentir um pouco anestesiado nos primeiros dias enquanto o seu organismo ainda não se habituou.

Diazepam, o qual normalmente é receitado quando o anterior não funciona. Este é dado via oral mas se for dado mesmo logo após uma convulsão ele deve ser dado via retal para que atue mais depresse e evite uma sequencia.

Ele diminui a atividade cerebral e acalma o seu animal de forma a evitar mais convulsões.

Epilepsia Canina tem cura tratamento

Prevenção e Cuidados

É recomendado que se for um animal que tenha várias vezes estas crises de convulsões devido à epilepsia canina que o mantenha dentro de casa ou num recinto controlado.

Isto porque na rua pode acontecer muitas coisas e de repente ele pode ter uma convulsão em algum sitio onde ele esteja vulnerável a magoar-se ou pior…

Dica

Não esta comprovado, mas existem muitos casos em que animais que excluíram glúten da sua dieta fez com que as suas convulsões diminuíssem ou parassem mesmo.

Acredita-se que seja talvez porque os gatos são carnívoros por natureza e que o seu organismo não consiga digerir o trigo de forma apropriada.

Mais artigos relacionados:

Ficou um pouco mais esclarecido sobre a epilepsia canina, se tem cura, o tratamento que é feito, prevenção, etc…?

Alguma dúvida ou opinião sobre o artigo é deixar nos comentários que nós iremos tentar responder o mais depressa possível.

One comment Add yours
  1. Minha cadela tem epilepsia mas não tenho condições de leva-la a um veterinário. Estou dando 2ml de Gardenal para ela todos os dias. Isso é bom? Ela não tem tido convulsões mas esta última madrugada passou a noite toda se debatendo e suspeito que tenha ficado cega e surda. Geralmente nela é temporário a cegueira e surdez; espero que melhore novamente. Ela está a recém na metade da vida, aos 7 anos e 2 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *