Saiba tudo sobre o Colar Elizabetano

O colar elizabetano é algo que você provavelmente já viu em algum cão pela rua também deve ter feito a mesma questão que a maioria faz…

“Mas para que raio serve aquilo?”

É para responder a essa pergunta e mais um pouco que este artigo irá servir.

O que é um Colar Elizabetano

Um colar elizabetano não é nada mais nada menos que um “cone” feito para proteger o corpo do seu cão (ou gato) dele mesmo.

Eles podem ser feitos de plástico ou polipropileno, apesar dos mais recentes já começarem a ser de nylon ou poliéster, sendo assim mais confortáveis para o animal.

Porquê que ele tem de usar isso?

Como já dissemos, o seu uso irá ser só para proteger o animal dele mesmo, e isto pode acontecer em diversas situações.

Caso ele tenha feridas expostas, para evitar que ele vá lamber e assim atrasar a cicatrização ou até ingerir medicamentos que são tóxicos quando ingeridos.

No pós-operatório os cães têm a tendência de ir com os dentes desfazer os pontos todos e com certeza que não queremos isso.

Existem ainda também aqueles animais que lambem ou roem bastante as patas ou o rabo até ao ponto que chega a ser preocupante. O colar também serve para evitar isto.

colar-elizabetano-1

Tipos e Preços de Colares

Atualmente no mercado existem diversos tipos, até já existem aqueles que parecem uma almofada que encaixa no pescoço do cachorro, é uma questão de procurar.

Os colares também são números de 1 a 10 conforme o tamanho do seu cão, para que ele se ajuste o melhor possível á largura do pescoço do seu animal.

Quanto a preços, variam bastante, desde uns R$ 15 até aos R$120 normalmente. Não tem que comprar um super caro, apenas garanta que é o adequado e resistente o suficiente.

Dica: Não deite fora o colar elizabetano depois que o veterinário diga que pode deixar de usar. Nunca se sabe se o seu animal pode precisar dele novamente.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *