Buldogue Francês

O Buldogue Francês (também conhecido como o Boule-Dogue Français) é talvez mais conhecido pelas suas orelhas de morcego e aparência miniaturizada.

Não são normalmente cães barulhentos ou mal-humorados.

No início de sua história, os criadores europeus tendiam a preferir uma orelha caída, no entanto a preservação da orelha de morcego é uma marca do moderno Bulldog Francês, devido à persistência de criadores americanos.

O Bulldog Francês foi reconhecido pelo American Kennel Club em 1898 como membro do Non-Sporting Group.

Tudo Sobre o Buldogue Francês

História

O Buldogue Francês descende dos antigos Bulldogs existentes na Inglaterra, principalmente usados num esporte chamado de “Bull Baiting” que consistia em atiçar um touro com um cão.

Estes cães não eram muito apreciados porque eram mais pequenos que o normal sendo assim bastante rejeitados.

Acabaram por ir parar á França, onde aí já tinham mais liberdade e foram aparecendo muitos mais exemplares de tamanho reduzido e foram sendo popularizados por algumas obras de arte e pessoas importantes.

Em termos de cor de pelagem, nunca foi encontrado um consenso quanto a um grupo de cores, podendo eles ser quase de todas as cores.

Em competições algumas cores como azul, cinza, o preto com castanho, etc não são reconhecidas como cores padrão desta raça mas como já foi dito, não é unânime esta opinião.

Buldogue Françês temperamento

Temperamento

Esta raça tem um comportamento muito bom, sendo sociável, alegre e brincalhão.

São um pouco carentes e gostam muito de ter a atenção para si e de serem mimados ocasionalmente, sendo ás vezes uma autêntica sombra sua, seguindo-o para todo o lado e estando sempre presente.

Eles também têm duas alturas distintas em relação á sua energia. Quando são filhotes, mais ou menos até os 18 meses, eles são cheios de energia e andam sempre de um lado para o outro. Depois disso eles começam a acalmar e a ficar muito paradões, que é mais como os conhecemos.

Ele normalmente aceita bem os estranhos, especialmente quando foi habituado para tal, mas com cães estranhos, especialmente se foram do mesmo sexo, pode haver alguns problemas e serem agressivos um com o outro, por isso é importante ou que você tenha sempre um cão do sexo oposto, ou que o habitue desde filhote à presença de outros cães do mesmo sexo.

Eles não são muito de latir, sendo o seu latir grosso e rouco.

Normalmente a maioria gosta muito de estar a roer coisas, isto devido à sua natureza, por isso é importante habitua-lo a não o fazer ou encontrar uma alternativa se não quer acabar com os seus sofás ou moveis roídos.

Veja mais cães de pequeno porte:

Adestramento Buldogue Francês

O Buldogue Francês pode ser um desafio para ser adetrado.

Eles são teimosos e rapidamente perdem o interesse em atividades repetitivas. O adestramento deve ser conduzido em sessões curtas e a rotina deve ser confundida para manter o interesse.

Dar muito carinho e guloseimas como reforço posítivo quando estiver a adestrá-lo é a melhor maneira de obter resultados dele. Disciplina, punição e gritos farão com que este cachorro pare de ouvir todos os comandos.

O treinamento em casa é um processo longo e prolongado com um Buldogue Francês.

Pode levar seis meses para treiná-los completamente e muitos criadores recomendam que esteja preparado para esse período de tempo pelo menos.

buldogue francês filhotes

Saúde e Cuidados a Ter

Esta raça é uma raça branquicefálica. O que isso significa?

Resumidamente, não suportam muito as mudanças de temperatura, especialmente o calor por isso é bom que o mantenha sempre dentro de casa quando possível, se viver num apartamento então este cão é ótimo para si.

Apesar de não necessitarem de muito exercício, convém que dê uma volta de vez em quando mas se sentir que ele esta a ficar cansado pode acabar por ali, não precisando de ser um passeio longo nem perto disso.

Eles são péssimos a nadar por isso não os incentive a tal, não é preciso escovar o seu pêlo e não é recomendado o seu cruzamento natural porque o macho pode não aguentar e ter uma paragem cardiorrespiratória.

Algumas das doenças mais comuns em cachoros desta raça são:

  • Alergias: Reação exagerada do sistema imunológico a um alérgeno, que é qualquer substância capaz de induzir uma reação naquele animal em particular;
  • Síndrome Braquicéfalo;
  • Cataratas: Qualquer opacidade da lente do olho;
  • Olho de Cereja: Condição na qual a terceira pálpebra cai ou desliza para fora do lugar
  • Displasia folicular
  • Hipotireoidismo: Produção inadequada e liberação dos hormônios tireoidianos triiodotironina e tiroxina;
  • Tumores cerebrais
  • Entropion: A inversão, ou a virada para dentro, de toda ou parte da borda de uma pálpebra
  • Distiquíase;
  • Doença do disco invertebral: déficits neurológicos causados ​​pela degeneração e deslocamento do material dentro de um disco intervertebral;

E então, já ficou a saber mais sobre o Buldogue Francês, o seu temperamento, história, saúde, cuidados a ter, etc…?

Deixe em baixo nos comentários qualquer dúvida ou sugestão com que tenha ficado após a leitura do artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *